Mês Missionário: Missão de Deus

6 de outubro de 2021

Amados irmãos e irmãs, chegamos ao mês de outubro, mês este de celebramos o ardor missionário que somos chamados através do nosso batismo aí ir ao encontro dos irmãos e irmãs. Jesus nos convida “Não podemos deixar de falar sobre o que vimos e ouvimos” (At 4,20).

Em outubro celebramos também com muita alegria a festa de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, da Diocese de Itabira-Cel. Fabriciano e das comunidades da Águas Claras e Industrial de Nossa Paroquia Santana. Momento de fé e esperança em todo nosso Brasil. Que nossa Senhora Aparecida interceda junto a Deus pelo fim desta pandemia.

Que possamos juntos fazer deste mês missionário um mutirão de orações e convocação que mais irmãos e irmãs possa viver este ardor missionário no coração da Igreja e em nossas comunidades paroquiais.

Oremos a oração do mês missionário: Deus Pai, Filho e Espírito Santo, fonte transbordante da missão, ajuda-nos a compreender que a vida é missão, dom e compromisso. Que Maria, nossa intercessora na cidade, no campo, na Amazônia e em toda parte ajuda, cada um de nós, a ser testemunhas proféticas, do Evangelho numa Igreja sinodal e em estado permanente de missão. Eis-me aqui, Senhor, envia-me!

Consagração a Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Ó Maria Santíssima, pelos méritos de nosso Senhor Jesus Cristo, em vossa querida imagem de Aparecida, espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil.

Eu, embora indigno de pertencer ao número de vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés: consagro-vos o meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis; consagro-vos a minha língua, para que sempre vos louve e propague a vossa devoção; consagro-vos o meu coração, para que, que de Deus, vos ame sobre todas as coisas.

Recebei-me, ó Rainha incomparável, vós que o Cristo crucificado deu-nos por Mãe, no ditoso número de vossos filhos e filhas; acolhei-me debaixo de vossa proteção; socorrei-me em todas as minhas necessidades, espirituais e temporais, sobretudo na hora de minha morte.

Abençoai-me, ó celestial cooperadora, e com vossa poderosa intercessão, fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda a eternidade. Assim seja!

Pe. Elinei Eustáquio Gomes

“Aquele que me enviou está comigo” (Jo 8-29)

FacebookWhatsAppTwitter