Missa de Posse do Pe. Elinei Eustáquio Gomes é realizada em Santana do Paraíso (MG)

5 de fevereiro de 2020

Na noite da última terça-feira (4/2), na Igreja Matriz em Santana do Paraíso (MG), foi realizada a Missa de Posse do Pe. Elinei Eustáquio Gomes como novo Pároco da Paróquia de Santana. Num ambiente de alegria e gratidão, a celebração presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Marco Aurélio Gubiotti, contou com a presença de inúmeros paroquianos de Santana do Paraíso, fiéis da Paróquia São Pedro de Ipatinga (MG), de quem recentemente Pe. Elinei se despediu, familiares e amigos do novo pároco.

Em sua homilia, Dom Marco Aurélio citou a belíssima narração do evangelho do dia e destacou que São Marcos de forma magistral uniu e apresentou dois fatos que aconteceram próximos, a cura da hemorroíssa e da filha de Jairo. Apesar das diferenças, pois Jairo era um membro importante da sociedade judaica e a hemorroíssa, uma pessoa desprovida de bens, Jesus viu que elas estavam em situação de grande fragilidade e curou as duas pessoas sem distinção: “essa narrativa nos provoca a pensarmos na grandiosidade da misericórdia do amor de Deus revelado em Jesus”, ressaltou o bispo.

Após, a reflexão, Dom Marco Aurélio se dirigiu ao Pe. Elinei, e o recordou da tripla missão assumida pelo pároco, a de ser profeta, sacerdote e pastor, e que “o ministério sacerdotal pede de nós (presbíteros) ajudar o povo de Deus a se santificar”, lembrou o bispo.

Ao final da celebração, o novo pároco convidou a todos para primeiro olhar o passado com gratidão, segundo, olhar o presente com paixão e para tanto nos alertou: “Deus nos chama a viver com intensidade o presente, e o único momento que temos para amar a Deus é hoje, como nos diz Santa Teresinha”. Em terceiro lugar, Pe. Elinei destacou que somos convidados a olhar para o futuro com os olhos de Cristo, e que desde já conta e precisa da ajuda de todos e assim pediu: “não se acomodem, não parem, a Igreja precisa muito de vocês, somos uma Igreja viva, alegre e dinâmica, e não há melhor forma de anunciar Jesus a não ser pela alegria”. Por fim, agradeceu ao bispo Dom Marco Aurélio pela confiança depositada nele, aos seus familiares, aos irmãos presbíteros, a Comunidade São Pedro, e as demais comunidades por virem pedir a bênção de Deus para seu pastoreio: “o meu muito obrigado!”, concluiu Pe. Elinei.

Agência Parábola

FacebookWhatsAppTwitter